Review: Tekken 7

Blue Link 1 comment Facebook Comments

Por Paulo Naressi

A franquia Tekken certamente é uma das mais influentes e importantes do mundo dos jogos de luta, sendo não apenas a franquia de luta mais vendida de todos os tempos (com os números totais ultrapassando a marca dos 40 milhões), como também tendo uma tradição enorme no ramo competitivo.

Já faz um pouco mais de um mês que Tekken 7 chegou aos consoles e PCs de todo o mundo, e agora finalmente os fãs que não moram nem no Japão e nem na Coreia podem curtir esse jogo. Mas como ficou essa versão? Ela está bem feita? Tem diversos modos de jogo, ou é apenas focado nas lutas um contra um? São essas perguntas que irei responder agora!

O fim de uma longa saga

Tekken 7 foi apresentado em suas campanhas de divulgação e marketing como sendo o fim da Saga Mishima (que está acontecendo desde o lançamento do primeiro jogo da franquia), e por conta disso contém um modo história, também intitulado de “The Mishima Saga”. Esse modo é dividido em duas partes, Main Story (aonde é possível acompanhar a história principal dos Mishimas) e Character Episodes (aonde é possível conhecer a história separada de cada um dos personagens, mesmo se eles n fizerem parte da drama principal).

O Main Story é contado na forma de capítulos, e um jornalista (desconhecido até então) vai narrando a história da guerra causada pela família Mishima enquanto procura por respostas para todo o caos em que o mundo se encontra. Embora essas cenas sigam o formato de uma Visual Novel (ou seja, com apenas telas estáticas na tela com um texto embaixo), quando é a vez dos personagens jogáveis de Tekken aparecerem a ação é contada na forma de cutscenes muito bonitas e bem feitas, e em alguns casos interativas também! Algumas lutas começam durante uma cutscene, aonde um personagem ataca o outro e logo em seguida o narrador berra “FIGHT” e é a vez do jogador tomar o controle e continuar a batalha. Por conta disso, Quick Time Actions (ou seja, o ato de apertar botões para alterar o rumo de uma cutscene) estão presentes no jogo, além de existirem algumas variáveis nas batalhas que só estão disponíveis nesse modo (como poder jogar um cenário de tiro em terceira pessoa com o Lars).

Esses capítulos tem no total em torno de 3 horas de duração, e embora a jogabilidade e apresentação seja fantástica, ao meu ver falha bastante na história. Apenas dois personagens exclusivos de Tekken 7 aparecem na história (Akuma e mais um outro que não irei revelar pra evitar spoilers), e as cenas dos trailers com a Kazumi falando sobre matar o Heihachi não estão disponíveis em nenhum momento. Em outras palavras, se você jogar apenas o modo história sem ter assistido o trailer não terá visto todo o enredo do jogo, e isso é algo inaceitável!

Quanto aos Character Episodes, são episódios muito simples, aonde você escolhe um personagem, tem uma breve introdução em texto de qual sua história e seu objetivo nesse jogo, e logo depois já parte para uma luta contra algum outro personagem. Se vencer, você pode assistir uma cutscene no estilo de uma final de modo arcade, e termina ali. Embora seja muito simples, eu gostei pois avança o desenvolvimento dos personagens na história sem ficar enrolando o jogador com diversas partidas sem sentido (que é o motivo pelo qual eu odeio ter que jogar modo arcade em outros jogos apenas para saber o final de todos). A minha maior reclamação é o fato de que você só tem como conhecer a maioria dos personagens novos jogando o Character Episode, pois eles nunca aparecem no Main Story, e vendo o final de alguns deles, teve MUITO potencial desperdiçado aí.

Uma função exclusiva do modo história é o Story Assist, aonde o jogador pode segurar um botão (um dos gatilhos, no caso) para fazer aparecer um menu na tela com os principais golpes do personagem que está usando, dai é só apertar o botão em questão para tal golpe que será executado sozinho. Isso é bom pois assim até quem não entende muito de todos os personagens de Tekken consegue jogar numa boa.

Os modos de jogo offline

Mas não é apenas de história que o conteúdo single player de Tekken 7 vive! Outros modos de jogo também estão disponíveis, e embora diversos modos estejam faltando, tem conteúdo o suficiente aqui para manter o jogador que não gosta de jogar multiplayer entretido por horas!

Para começar, temos o Arcade Mode, aonde o jogador escolhe um personagem qualquer e tem que enfrentar diversos personagens um atrás do outro até chegar a um chefão final. Entretanto, na única vez que joguei esse modo eu senti que ele é bem pior do que o de outros jogos de luta (ou até do que o modo arcade da… versão de arcade do Tekken 7), pois eu só tive que jogar em torno de 5 ou 6 partidas, daí encontrei o Akuma de chefão (e acredito que o jogo decida aleatoriamente entre ele e a Kazumi), e após derrotá-lo o modo acabou aí, não teve um final de personagem nem nada disso.

Mas mesmo pecando no Modo Arcade, o jogo tem um modo chamado Treasure Battle, aonde o jogador disputa partidas infinitamente. Após cada vitória, o jogo te recompensa com um item novo de customização para seus personagens (mais sobre isso daqui a pouco), e existem até mesmo algumas variáveis, do tipo conseguir mais itens de recompensa se conseguir dar Perfect no oponente. Esse modo também tem diversas variações nas partidas que mantém o jogador entretido por horas, podendo aparecer partidas especiais que caso vença lhe darão itens super raros, chefões como a Devil Kazumi e Akuma, e até mesmo os curiosos modos de jogo Turbo Battle (aonde a velocidade dos golpes é aumentada, permitindo assim juggles absurdos e até mesmo infinitos) e Double Damage Battle (dobro de dano em todos os golpes). Adicione tudo isso ao fato de que é o jogador que decide quando ele deve começar e parar de jogar (pois é um modo infinito) e a diversão é garantida por horas!

Além desses modos, também estão presentes os tradicionais VS Battle (aonde é possível ativar o modo Tournament mode, que muda as regras do modo para aquelas da Ranked Match e desabilita o botão de Pause) e Practice (que está muito bem feito e completo, tendo quase tudo que se espera de um modo de treino em um jogo de luta, e até mais). Existem também os modos de customização, aonde o jogador pode alterar tanto seu perfil (podendo mudar não apenas seus ícones e frase, como também as barras de vida na tela) como a aparência dos personagens, aonde cada personagem tem 10 slots diferentes para variações criadas pelo jogador.

O jogo também conta com um modo Galeria extremamente rico em conteúdo, dividido em 10 seções diferentes: uma para cada jogo da franquia, e uma extra com coisas do universo Tekken no geral. Nessa Galeria estão presentes TODAS as cutscenes e CGs dos Tekken anteriores, indo desde as aberturas dos jogos até os finais de cada personagem, permitindo com que os jogadores novatos que queiram saber mais sobre a história do Tekken possam fazer isso no próprio jogo, sem precisar caçar conteúdo na Internet!

Entretanto, algo que infelizmente ficou faltando foi um modo tutorial, o jogo não tem nada dedicado a ensinar novos jogadores a jogar Tekken. Mas até mesmo por conta disso, resolvi fazer uma série de tutoriais eu mesmo sobre o jogo, que se encontra na playlist abaixo:

Os modos de jogo online

Tekken é um jogo de luta, e como tal seu modo online é extremamente rico, contendo diversos modos de jogo que vão permitir com que jogadores competitivos consigam passar horas e horas se divertindo e aprendendo a jogar!

Existem ao todo quatro formas de jogar online: Ranked Matches, Player Matches Quick Sessions, Player Matches Lobbies, e Tournament Matches.

  • Ranked Match: o tradicional modo de Ranked de um jogo de luta, mas a vantagem aqui é que (assim como no Tekken Tag Tournament 2) é possível esperar partidas dentro do modo de Warm-Up, que é um modo de treino com menos opções. Vá praticando seus combos que o jogo irá te avisar quando um oponente estiver disponível. Caso esteja com pressa, também é possível procurar jogadores em uma lista.
  • Player Match: Partidas que não afetam os Rankings online. Existem duas formas diferentes de jogar esse modo. As Quick Sessions permitem que você entre no modo de Warm-up até encontrar um oponente, e a partir dai é possível jogar infinitamente contra o mesmo. Já os Lobbies permitem que você jogue contra diversos jogadores diferentes numa fila aonde o perdedor vai para o final da mesma e o vencedor continua enfrentando oponentes até perder.
  • Tournament Mode: modo de torneio, aonde é possível criar torneios para até 8 jogadores nas regras Single e Double Elimination. Esses torneios garantem premiação em forma de dinheiro virtual e roupas para os personagens, e são uma maneira divertida de competir com seus amigos para descobrir quem é o melhor!

Como eu testei o jogo na versão de PC, não tive muitos problemas para enfrentar jogadores online, sempre encontro partidas e netcode é decente. Entretanto, diversos jogadores de PlayStation 4 fizeram reclamações sobre o matchmaking, aonde era difícil o jogo achar gente para enfrentar online, mas parece que isso foi resolvido no último patch e que agora o jogo está perfeito.

Jogabilidade

Mas um review de jogo de luta não é um review de jogo de luta se não falarmos sobre suas mecânicas e jogabilidade, não é mesmo? Tekken 7 mantém o padrão da franquia, que é a de ter a mesma jogabilidade básica desde a primeira versão sendo apenas incrementada com novas mecânicas e aperfeiçoamentos. As mecânicas de Tag da versão anterior foram removidas, e o sistema de Rage foi alterado, agora um personagem ganha menos buff de dano enquanto está em Rage, mas têm acesso a dois golpes novos, Rage Art (que se parece com um super de outros jogos de luta, aonde o personagem ganha pontos de armor e se acertar o oponente faz uma animação que dá um dano massivo) e Rage Drive (que se parece com um golpe EX de outros jogos de luta, melhorando os atributos de um golpe em específico e muitas vezes dando vantagem de frames ao personagem on block, além de ser bom para extender combos), ambos os ataques removem o estado de Rage do personagem, que basicamente significa que você só pode usar um deles por round e tem que decidir o que vale mais a pena: usar esses golpes ou aproveitar o dano extra.

Os bounds foram removidos, e foi adicionado o sistema de Screw no lugar, que são golpes que funcionam de forma bem similar aos Bounds mas que dão menos recompensas do que eles, agora o jogador deve decidir se quer mais dano ou melhor posicionamento em seu combo. De resto, é o Tekken que todos conhecemos, com um balanceamento e jogabilidade que deixa até mesmo Tekken 5 DR no chinelo!

Conclusão

Tekken 7 é um dos jogos de luta mais completos e bonitos dessa geração, que foca em atrair tanto jogadores novos quanto manter o interesse de jogadores veteranos, tanto casuais quanto competitivos. Existe muito o que se fazer aqui, e é garantia de diversão por horas e mais horas!

Agradecimentos à Bandai Namco Brasil pela cópia de Review!

Área de Comentários

  • Deyvisoon Jean Batista

    Depois de ver muitos reviews, incluindo esse, decidi comprar esse jogo. Nunca joguei Tekken (a sério), e decidi começar por esse. Obrigado pelo review